Setorial - Nossa terra no ar.
25 de março de 2016 09:56

Taxa de desocupação fica em 9,5% no trimestre encerrado em janeiro de 2016

Por Redação

A Pesquisa nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), divulgada pelo IBGE nesta quinta-feira (24), constatou que a taxa de desocupação do último trimestre (que engloba os meses de novembro, dezembro e janeiro) apresentou a maior taxa desde o início da pesquisa: 9,5%.

Este é o maior índice já apresentado pela PNAD, que começou a ser feita em 2012.

POPULAÇÃO DESOCUPADA
A população desocupada cresceu 6%, mais de 545 mil pessoas, em relação ao trimestre anterior (de agosto a outubro) e encerrou janeiro com cerca 9,6 milhões de desocupados. Os dados são ainda mais alarmantes na comparação com o mesmo trimestre de 2015 e subiu 42,3%, mais de 2,9 milhões de pessoas.

POPULAÇÃO OCUPADA
Segundo a pesquisa do IBGE, a população ocupada engloba 91,7 milhões de pessoas e apresentou redução de 0,7% se comparada ao trimestre de agosto a outubro. São 656 mil pessoas que deixaram de integrar este quadro. A redução chega a 1 milhão de pessoas (-1,1%) se confrontada com o mesmo trimestre de 2015.
Os números de empregados com carteira assinada se mantiveram estáveis em relação ao último trimestre, mas mais uma vez apresentaram queda na comparação com o mesmo período do ano passado: redução de 3,6% (menos 1,3 milhão de pessoas).

RENDIMENTO
Não bastasse o risco do desemprego, o rendimento médio real também apresentou queda. Em relação ao último trimestre se manteve estável, retração de 0,5%, e ficou em R$ 1.939. No mesmo trimestre de 2015, a diferença foi maior e chegou a 2,4%, o que representa uma queda de R$ 49 reais.

Indicador/Período                            nov-dez-jan/2016              ago-set-out/2015              nov-dez-jan/2015

Taxa de desocupação                                    9,5%                                  9,0%                                 6,8%

Rendimento real                                             R$ 1.939                           R$ 1.948                           R$ 1.988

Valor do rendimento em relação a                                                            -0,5%                               -2,4%

Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*