Setorial - Nossa terra no ar.
18 de abril de 2016 13:35

Dilma não irá renunciar nem fraquejar, diz Cardozo

Prosseguimento do processo de impeachment foi aprovado

Por Redação

Após a Câmara autorizar o prosseguimento do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, o ministro da Advocacia-Geral da União (AGU), José Eduardo Cardozo, afirmou nesta segunda-feira (18) que a petista não pretende renunciar ao mandato nem “fraquejar”.

“Eu ouvi indagarem: ela [Dilma] vai renunciar? Ela vai de alguma forma fraquejar? Não. Uma pessoa que acredita em causas que luta por causa vai até o fim desta luta para escrever na história que ela não se acorvadou e que brigou pelo que acredita. Se ela é vítima hoje de uma ação orquestrada, cabe a ela lutar com suas forças para demonstrar à sociedade que não se abre mão da democracia que foi tão duramente conquistada”, disse.

“Ela lutará com todos aqueles que querem a manutenção do estado de direito”, acrescentou.

Nesse domingo, os deputados aprovaram por 367 a favor, 137 contra, 7 abstenções e 2 ausências a continuidade do processo de afastamento da petista. Agora, caberá ao Senado analisar o caso.

Ainda segundo Cardozo, o governo recebeu com “indignação e tristeza” o resultado da votação. De acordo com o ministro, Dilma irá se manifestar hoje sobre a decisão da Câmara.

Os comentários para este conteúdo estão encerrados.