Setorial - Nossa terra no ar.
11 de agosto de 2016 08:10

Dilma irá a julgamento no Plenário

O Senado aprovou relatório por 59 votos a 21

Por Redação

O Senado aprovou na madrugada desta quarta-feira (10), por 59 votos a 21, o relatório da Comissão Especial do Impeachment que recomenda que a presidente afastada Dilma Rousseff seja levada a julgamento pela Casa.

Com a decisão, a petista passa à condição de ré no processo. O julgamento final da presidente afastada está previsto para o fim do mês no plenário do Senado.

Ao todo, foram 47 discursos de senadores e manifestações dos advogados da acusação, Miguel Reale Júnior, e da defesa, José Eduardo Cardozo.

Agora, abre-se um prazo de 48 horas para que a acusação ofereça seu libelo (narração do fato em julgamento e pedido da pena) e indique até seis testemunhas para serem ouvidas em Plenário. Logo depois, a defesa terá outras 48 horas para apresentar o seu contraditório, além de também indicar até seis testemunhas. Ao final dessa etapa, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, marcará a data do início do julgamento, notificando as partes com antecedência de dez dias.

Os comentários para este conteúdo estão encerrados.