Setorial - Nossa terra no ar.
25 de junho de 2014 08:44

Brasil vai exportar app em combate a violência infantil

App Proteja Brasil combate à violência contra crianças e adolescentes

Por Redação

Depois de tornar-se o primeiro país do mundo a utilizar um aplicativo para smartphones e tablets que auxilia o combate à violência contra crianças e adolescentes, o Brasil se prepara para exportar o app Proteja Brasil. A iniciativa inovadora, fruto de parceria entre o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), governo brasileiro e a sociedade civil, pode transformar-se num modelo internacional e já está sendo negociada sua implantação em outros países. As negociações estão mais adiantas com Costa Rica, Irã, Jamaica e República Dominicana.

Lançado em 18 de maio, o aplicativo desenvolvido pelo Unicef, a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH) e a ONG Cedeca-Bahia, já conta quase 40 mil downloads. Além de ser um canal para a denúncia, o programa também informa o usuário sobre os tipos de violação e indica os locais mais próximos onde a denúncia pode ser feita pessoalmente.

“O aplicativo é um instrumento poderoso nas mãos de todos, para denunciar casos em que crianças e adolescentes sofrem explorações ou abuso”, explicou a ministra da Secretaria de Direitos Humanos, Ideli Salvatti. “Ao fornecer informações sobre diversas redes de proteção, o app facilita tanto o acesso a essas redes quanto a integração entre elas. Ou seja, promove pela tecnologia uma proteção integrada, que está no cerne de nossa estratégia de proteção de crianças e adolescentes”, afirmou a ministra.

A campanha de divulgação da ferramenta já conta com a parceria de redes hoteleiras, canais de TV, companhias aéreas e personalidades do esporte. O Ministério da Educação também aderiu à campanha, levando professores a utilizarem o Proteja Brasil em seus tablets e celulares.

O Proteja Brasil faz parte das ações da Agenda de Convergência, uma iniciativa nacional criada para proteger crianças e adolescentes da violência em megaeventos. A Agenda envolve governos federal, estaduais e municipais, sociedade civil, setor privado e organismos internacionais como o Unicef.

“O Brasil é o primeiro país do mundo a ter um aplicativo que facilita a denúncia para todos têm um smartphone”, disse Gary Stahl, representante do Unicef no Brasil. Stahl destacou que o Brasil é o quarto país do mundo com maior número de smartphones, com cerca de 70 milhões de aparelhos.

O aplicativo pode ser instalado gratuitamente em aparelhos que possuam os sistemas iOS e Android. A partir da localização do usuário, o Proteja Brasil indica telefones, endereços e o melhor caminho para chegar a delegacias especializadas de proteção à infância e à juventude, conselhos tutelares, varas da infância e organizações que ajudam a combater a violência contra a infância e adolescência nas principais cidades brasileiras.

O aplicativo, que garante o sigilo do denunciante, ainda fornece informações sobre os tipos de violações de direitos: trabalho infantil, violência física, violência psicológica, violência sexual, discriminação, tortura, tráfico de pessoas e negligência e abandono.

Conheça o aplicativo pelo site.

Fonte: Centro Aberto de Mídia 

Os comentários para este conteúdo estão encerrados.