Setorial - Nossa terra no ar.
19 de março de 2014 15:35

Suicídio no Brasil é 6 vezes mais raro que na Coreia

Pesquisa lançada ontem analisa indicadores sociais das nações

Por Redação

Estudo “Society at a Glance 2014”, da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), revela que a taxa de suicídio no Brasil é seis vezes menor que a da Coreia do Sul, três vezes menor que a da França e metade da dos Estados Unidos e Suíça.

Foram analisados 40 países, sendo 34 da OCDE, formado em sua maioria por nações ricas, e outros seis emergentes. O Brasil tem a 4ª menor taxa de suicídio, de 5,4 para cada 100 mil pessoas.

Dados de 2011 mostram que o país perde apenas para Grécia (3,1), Turquia (4,3) e México (4,8). A Coreia do Sul, campeã, apresenta 33,3 mil suicídios para cada 100 mil habitantes.

A pesquisa, lançada nessa terça-feira (18), analisa indicadores sociais das nações, e afirma que o número de pessoas que decide acabar com a própria vida é uma importante fonte de “informações adicionais sobre a saúde e os desafios sociais” de um povo.

O estudo aponta que há uma correlação, nem sempre perfeita, entre crises econômicas e o índice de suicídios. Há também uma “associação razoavelmente forte em longo prazo entre insatisfação com a vida e maiores riscos” de querer terminar com ela.

Porém, a última análise não faz tanto sentido para o Brasil, que aparece com uma das menores taxas de suicídio, mas não no topo de satisfação com a vida, indicador também presente no relatório.

Dentre os 40 países, com um índice de satisfação de vida de 6,7 de um total de 10, o Brasil está em 19º lugar, empatado com a Alemanha. A Suíça é a campeã e aparece com 7,8.

Os comentários para este conteúdo estão encerrados.