Setorial - Nossa terra no ar.
19 de junho de 2014 11:17

Inverno começa neste sábado (21)

Nova estação não será de frio intenso no Brasil

Por Redação

O outono está chegando ao fim e o inverno começa no próximo sábado (21), exatamente às 7h51. E é neste momento em que o Hemisfério Sul do planeta receberá a menor quantidade de energia proveniente do sol. É neste dia em que a noite é a mais longa do ano. A partir do segundo dia do inverno, as noites vão ficando cada vez menos extensas, mas ainda serão mais duradouras que o dia.

Quem gosta de frio intenso, este inverno vai decepcionar. “O friozinho pode até aparecer, mas não deverá ser tão forte quanto no ano passado” – afirma o meteorologista da Somar, Celso Oliveira. Isso vai ocorrer porque as ondas de frio ficarão mais ao sul, entre Chile, Argentina e Uruguai, e vai avançar pouco sobre o Brasil. A previsão da Somar Meteorologia é de temperaturas mais elevadas que o normal na maior parte do país nos próximos meses, e serão mais perceptíveis a partir do fim da estação.

A temperatura fica baixa no Sul, com mínima (temperatura registrada de madrugada) entre 6ºC a 8ºC na serra de Santa Catarina e abaixo dos 6°C na serra da Mantiqueira. Já a temperatura máxima (registrada à tarde) oscila bastante. É a época em que temos as maiores diferenças entre o norte e o sul do Brasil. Enquanto que na Campanha Gaúcha e na Serra Catarinense a máxima não chega aos 18°C; entre o nordeste do Mato Grosso e o interior do Piauí é comum a temperatura chegar aos 35°C.

O inverno é a estação mais seca do Brasil

Vai chover menos no Sudeste, e o nível do Sistema Cantareira só tende a cair. É preciso economizar água.

Em relação à chuva, o volume acumulado vai ficar acima da média climatológica na Região Sul e no Mato Grosso do Sul. Tal fato vai acontecer porque as frentes frias ficarão mais bloqueadas sobre a Região Sul. “Isso ocorre devido ao aquecimento das águas do Pacífico e formação de um fenômeno El Niño” – explica o climatologista Paulo Etchuchury.

No inverno, as maiores precipitações ocorrem somente nos extremos do país. Com mais de 500mm no Sul (serra gaúcha e no oeste de Santa Catarina). Na costa leste do Nordeste, o acumulado costuma passar dos 400mm ( entre Alagoas e Pernambuco). E na Região Norte, chove mais de 800mm no noroeste do Amazonas.

O inverno é uma estação de pouca chuva sobre o Sudeste e Centro-Oeste. O acumulado não passa dos 100mm em boa parte destas regiões de julho à agosto.

Se o nível das represas que compõe o Sistema Cantareira não aumentou no verão, não será no inverno que isto vai acontecer. Portanto, os paulistanos vão ter que continuar economizando água. Vale lembrar que o nível está na casa dos 22,8%até este momento.

Fonte: Somar Meteorologia 

Os comentários para este conteúdo estão encerrados.