Setorial - Nossa terra no ar.
17 de maio de 2016 08:10

São José atinge 79,54% do público-alvo contra a gripe H1N1

Por Redação
Até esta sexta-feira (13), a vacinação contra a H1N1 em São José dos Campos havia imunizado 105.295 pessoas dos grupos de risco, o que corresponde a 79,54% do público-alvo preconizado pelo Ministério da Saúde. O número indica que a cidade está muito perto de bater a meta estipulada pelo governo federal, que é vacinar pelo menos 80% do público-alvo.
Foram vacinadas 29.356 crianças, de seis meses a cinco anos (73,38%), 9.829 profissionais de saúde (48,27%), 3.924 gestantes (52,66%), 1.124 mães que deram à luz recentemente (91,76%) e 61.322 idosos (96,83%). A campanha continua, de segunda a sexta-feira em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) da cidade, até o dia 27 deste mês.
“A vacinação está transcorrendo de forma bastante tranquila nas unidades básicas e todas as nossas unidades estão abastecidas. Até agora, já recebemos 179.900 doses. Portanto, há vacina suficiente para todos do grupo de risco”, disse a coordenadora do programa de imunização da Prefeitura, Cristina Alvarenga.
 
 Doentes crônicos
 Além dos grupos de risco, o município também vacinou 26.846 pacientes com doenças crônicas, totalizando 132.141 doses aplicadas na cidade.
É bom lembrar que para os pacientes com doenças crônicas é imprescindível a apresentação de uma solicitação médica, especificando o motivo da indicação, ou uma receita dos últimos seis meses com a medicação que utiliza.
 
Doentes crônicos que poderão receber a vacina:
 Doença respiratória crônica
– Asma em uso de corticoides inalatório ou sistêmico (Moderada ou
Grave);
– DPOC;
– Bronquioectasia; (dilatação irreversível dos brônquios)
– Fibrose Cística;
– Doenças Intersticiais do pulmão;
– Displasia broncopulmonar;
– Hipertensão arterial Pulmonar;
– Crianças com doença pulmonar crônica da prematuridade.
 
 
Doença cardíaca crônica
– Doença cardíaca congênita;
– Hipertensão arterial sistêmica com comorbidade;
– Doença cardíaca isquêmica;
– Insuficiência cardíaca.
Doença renal crônica
– Insuficiência Renal Crônica Grave;
– Síndrome nefrótica;
– Paciente em diálise.
Doença hepática crônica
– Atresia biliar;
– Hepatites crônicas;
– Cirrose.
 
 
Doença neurológica crônica
– Condições em que a função respiratória pode estar comprometida pela doença neurológica;
– Considerar as necessidades clínicas individuais dos pacientes incluindo: AVC, Indivíduos com paralisia cerebral, esclerose múltipla, e condições similares;
– Doenças hereditárias e degenerativas do sistema nervoso ou muscular;
– Deficiência neurológica grave.
Diabetes
– Diabetes Mellitus tipo I e tipo II em uso de medicamentos.
Imunossupressão
– Imunodeficiência congênita ou adquirida;
– Imunossupressão por doenças ou medicamentos.
 
Obesos
-Obesidade grau III (IMC > 40 para adultos; IMC >= 25 para menores de 10 anos e IMC>= 35 de 10 a 18 anos);
 
 
Transplantados
– Órgãos sólidos;
– Medula óssea;
 
 
 
Portadores de Trissomias
– Síndrome de Down e outras Síndromes.
Fonte: Prefeitura de SJC

Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*