Setorial - Nossa terra no ar.
04 de junho de 2014 08:59

Maioria dos brasileiros se arrepende de ter começado a fumar

Segundo o estudo, os fumantes mais arrependidos são os tailandeses

Por Redação
Foto: Shutterstock
Foto: Shutterstock

Levantamento de uma pesquisa internacional comprova que 87% dos tabagistas brasileiros se arrependem de ter começado a fumar. O índice é superior ao México, com 74%, e Uruguai, com 66%. Segundo o estudo, os fumantes mais arrependidos são os tailandeses, com 96%.

A conclusão faz parte da Pesquisa Internacional de Tabagismo (ITC, sigla em inglês), divulgada pelo Instituto Nacional do Câncer (Inca), coordenada pela Universidade de Waterloo, Canadá, e realizada em 20 países.

Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre contaram com a participação de 1.830 adultos, que foram entrevistados duas vezes, em 2009 e outra entre 2012 e 2013.

O estudo ainda revela que mais da metade dos fumantes do país tem um pensamento negativo sobre o cigarro; 56% são homens e 66%, mulheres. Maioria tem consciência de que está dependente da nicotina; 54% e 80%, respectivamente, já tentaram parar de fumar.

A pesquisa diz que a maioria dos fumantes brasileiros, 93%, consome cigarro todos os dias. O consumo, em média, é de 17 cigarros diariamente. No ano passado, 20% dos fumantes afirmaram que acendiam o primeiro cigarro do dia em até cinco minutos depois que acorda, e 50%, em até 30 minutos.

O aumento dos impostos sobre o cigarro está relacionado à redução do número de fumantes. Em território nacional, a tributação sobre o cigarro mais que dobrou, aumentou 116%, entre 2006 e 2013. No mesmo período, a venda de cigarros no Brasil caiu 32% e o número de fumantes, 28%.

Os comentários para este conteúdo estão encerrados.