Setorial - Nossa terra no ar.
17 de maio de 2016 08:16

Exército prorroga parceria para combate ao Aedes aegypti

Por Redação

O Comando Militar do Sudeste prorrogou para o dia 30 de junho as ações de combate ao mosquito Aedes aegypti em todo o território nacional. Com isto, os militares do Cavex (Comando de Aviação do Exército) garantem o reforço nos mutirões de fiscalização de residências e conscientização da população desenvolvidos pelo CAS (Controle de Animais Sinantrópicos) de Taubaté.

Em Taubaté, as ações em conjunto com o Exército tiveram início em 13 de fevereiro com um mutirão realizado em diversos pontos da cidade. Ao todo, 60 militares devem ser empregados nas ações, conforme coordenação entre a o CAS e o Cavex.

Além do reforço dos militares, Taubaté também conta com os mutirões aos sábados com equipe ampliada e meta de fiscalização de 600 imóveis. Participam do mutirão 33 pessoas entre agentes do CAS, agentes comunitários de saúde e funcionários da Vigilância Sanitária de Taubaté. Eles estão divididos em três equipes. Cada equipe fica responsável por vistoriar cerca de 200 imóveis. O reforço na fiscalização aos sábados é realizado por meio de um convênio com o governo do Estado que permite o pagamento de gratificações de R$ 120 aos agentes.

Atualização
A cidade enfrenta uma epidemia de dengue e ultrapassou o indicador de 100 casos confirmados para cada grupo de 100 mil habitantes no início de março. Com isto, o Estado dispensa o exame sorológico para atestar os casos, bastando o exame clínico.

Taubaté soma 3.431 notificações de suspeitas da doença, que resultaram em 2.213 casos positivos autóctones confirmados e um caso importado. O balanço também conta com 1.180 casos negativos e 37 aguardando o resultado de exames.

De acordo com a Vigilância Epidemiológica, exames descartaram a morte por dengue de um homem de 77 anos em 7 de abril. Atualmente, dois casos estão em investigação, o de  uma mulher de 52 anos cujo óbito ocorreu em 12 de abril e outro de um homem de 87 anos que morreu em 6 de maio.

Até o momento são 27 notificações de suspeitas de chikungunya, com 14 casos descartados, 12 aguardando o resultado de exames e um caso importado confirmado. Este caso é de um homem de 54 anos que viajou para a Bahia entre os dias 5 de janeiro e 20 de fevereiro.

O município tem ainda 52 notificações de casos suspeitos de zika, com um caso positivo confirmado, 39 descartados e 12 aguardando o resultado de exames.

A população deve ajudar. Cada um precisa cuidar de seu imóvel, fazendo a vistoria dos jardins, vasos e materiais que podem juntar água e fazer o descarte de lixo e entulho da maneira correta, em locais adequados, nunca em calçadas ou terrenos públicos ou privados.

Denúncias sobre criadouros em potencial devem ser feitas ao CAS pelo telefone 3635-4091. A prefeitura também disponibiliza o hotsite xô mosquito (http://taubate.sp.gov.br/xomosquito/) para o encaminhamento de denúncias.

 

 

Fonte: Prefeitura de Taubaté

Comentários

*Todos os comentários são moderados. Isso quer dizer que nós lemos todas opiniões e damos preferência para aquelas que agregam mais informação, que tenham personalidade e que não ataquem o autor ou outros leitores do site. O seu email não será publicado ou comercializado.*